Carregando..

Nem todo mundo sabe qual é a diferença entre a tinta guache e aquarela, mas é fato que ambas são técnicas que possibilitam trabalhos extraordinários!

A aquarela sempre foi usada pelos artistas aliada ao desenho gestual e rápido, como também em desenhos minuciosos e cheios de detalhe como ilustrações científicas, tão adorada por suas nuances de cores que criam movimentos e transparências.

A guache, também unida ao desenho e pintura, traz cores mais vivas e intensas de forma única, por sua consistência e pigmentação intensa.

E esta é uma das diferenças entre a aquarela e guache: o brilho e a opacidade. Antes de adentramos ao universo destas duas técnicas, busque artistas e desenhistas que já trabalharam com a aquarela e guache, observe os gestos e manchas únicas que essas duas técnicas guardam, colecione imagens e inspire-se!

No desenho abaixo, qual papagaio foi feito com tinta guache e qual foi feito com aquarela?

A resposta é fácil: o papagaio em azul foi feito com aquarela, e o roxo com guache.

Aquarela

Uma das características fascinantes da aquarela é a sua transparência, a harmonia das suas inúmeras tonalidades e a possibilidade da junção de tons mais claros e intensos, formando inúmeras camadas. As verdadeiras aquarelas possuem em sua composição pigmento bem moído, goma arábica (que é a seiva de uma árvore!) com aglutinante. É importante saber sobre a composição dos materiais para escolher aqueles que vão te surpreender pelas cores intensas, graças aos pigmentos.

Sobre as tintas, você pode iniciar com as aquarelas da Pentel, e aos poucos investir em bisnagas com pigmentações mais fortes, como as bisnagas ou pastilhas da Winsor e Newton ou as da Van Gogh Talens.

Guache

A guache também pertence a um meio de pinturas de bases aquosas, mas não tem a mesma transparência da aquarela. A guache é opaca e fosca, mas possui uma maior pigmentação, ou seja, cores intensas, vibrantes e extraordinárias. Ao contrário da aquarela, você pode adicionar a cor branca para clarear. Outro detalhe importante: você encontrará dois tipos de branco, o de Zinco, usado para mesclar as cores, e o Branco Titânio, mais usado como cor pura. Com a guache você pode criar uma variação de cores vastas e únicas. Veja só os efeitos que criei apenas dois potinhos básicos da Talens, o Azul Ciano (claro) e Rose Magenta (vermelho). A gouache da Talens é um material que vale a pena para aqueles que querem iniciar na técnica.

Diferença entre tinta guache e aquarela

Não invista seu tempo precioso em guaches escolares ou infantis. O barato sairá caro! Como elas não possuem uma pigmentação adequada, as cores irão se estranhar e você irá passar raiva. Então, invista em materiais que proporcionem cores intensas. Para começar, teste e crie suas próprias cores com dois tons de guache. Faça um rascunho com pinceladas livres e destemidas! Com apenas algumas gotas de vermelho magenta e azul ciano um espectro de tons roxos podem ser criados. Aproveite para escolher uma paleta de cores e crie um equilíbrio entre elas.

Mão na massa!

Para começar é importante não ter medo de errar. A minha primeira dica é: se familiarize com as cores e com o material, faça uma escala tonal com as cores que você escolher, e tente criar gradações e texturas, criando tonalidades diversas! Não se preocupe com as manchas ‘’descontroladas’’ que podem se formar no início. O mais bonito da aquarela é o gestual, e da guache também.

O movimento e as manchas fazem parte deste processo. Mas aos poucos, controle a quantidade de água, teste os resultados e compare-os. Quando iniciar seus testes, lembre-se que é mais fácil intensificar a cor do que clareá-las. Comece com tons leves e gradualmente reforce, principalmente na guache, pois as cores são intensas.

Aos poucos seus gestos vão ganhando mais segurança e autenticidade ao criar. O medo do pincel e da folha em branco vai desaparecendo… E gradativamente você cria seus próprios traços e manchas.

Pincéis e Papéis

Dois elementos importantes para a guache e aquarela são: os pincéis e os papéis. Os primeiros devem ser preferencialmente de pelo de marta, que é uma cerda natural. Mas se você está começando, e deseja investir aos poucos, as cerdas sintéticas também podem ser usadas.

O papel é o principal suporte para a aquarela e guache, e neste caso vale a pena investir em um papel de qualidade para começar. Os papéis de algodão são excelentes, eles têm diversas texturas e gramaturas, como o papel Montval da canson de 300g/m². Outras opções para quem quer aprofundar na técnica de guache e aquarela são o Hahnemuhle Mould-Made e o Fabriano (100% algodão). Prepare-se para fazer um belo investimento!

Ao traçar seus desenhos sobre o papel de algodão escolha lápis macios, 3B, 4B para que não marquem a superfície, com traços leves. Escolha desenhos que proporcionem uma variedade de texturas e cores! E claro, acredite nos seus primeiros processos como um momento precioso de aprendizado e siga em frente com seus traços.

Espero que este post tenha te inspirado e encorajado a se apaixonar pelo universo da aquarela e guache, e a criar suas próprias cores e manchas com coragem e autenticidade! Para se inspirar ainda mais, conheça o nosso Curso de Pintura em Aquarela! Em menos de uma hora você poderá conhecer de pertinho essa técnica incrível! Inspire-se a criar sem medo!

Fotos e texto: Luiza Nobel

Aproveite para baixar o nosso guia que vai te mostrar todos os materiais necessários para começar a pintar aquarela! Preencha o formulário abaixo e receba o material no seu e-mail gratuitamente.