Carregando..

Com um pet em casa, não basta se preocupar apenas com o seu peso. Os animais também precisam estar em forma! Se você percebeu que seu cachorro ou gatinho começou a ficar gordinho, está na hora de investigar a causa dessa gordurinha extra.

O primeiro passo é ir ao médico, explica a veterinária Raquel Ferreira. Segundo ela, é preciso descobrir o que fez o animal ganhar alguns quilos. Os motivos podem ser vários: problemas hormonais, alguma tendência genética da raça ou até mesmo excesso de comida.

Se a causa for uma desordem metabólica, quando o corpo acumula mais gordura do que gasta, ou uma condição genética, o médico vai prescrever um remédio, que deve resolver o problema em alguns meses.

Mas, se seu bichinho está obeso por causa da alimentação, você terá que mudar a rotina em casa, como não fornecer comida caseira e não exagerar nos petiscos, explica Raquel. “No caso dos cães, você pode olhar no rótulo da ração: de acordo com o peso do animal, você vê quanto de ração ele pode comer por dia. O dono separa a quantidade e dá três vezes ao dia. Não há problema em criar horários para o cão comer”, conta. É bom aliar isso a passeios diários, que fazem com que o cachorro emagreça mais rápido.

Já os gatos comem diversas vezes ao dia e em pouca quantidade. Então, o ideal é criar estratégias que o façam gastar energia para chegar à comida. “Por exemplo, colocar o pote de comida num lugar alto. Ele terá que subir para comer”, diz a veterinária, que também aconselha o uso de brinquedos em que é possível colocar a ração. Enquanto o felino brinca, a comida cai no chão e ele come fazendo atividade física.

É sempre importante fazer essas mudanças com auxílio do veterinário, que saberá a melhor forma para seu pet emagrecer. “Não é bom implementar mudanças por conta própria. O dono pode prejudicar em vez de ajudar o animal”, conclui Raquel.

Então, se seu animal de estimação está dando sinais gordura excessiva, está na hora de dar uma checada na saúde dele.