Carregando..

Nada de Vale do Silício: escolas de programação e robótica para crianças já são uma realidade no Brasil.

JAVA, Python, Ruby, C, C# e HTML. Já ouviu falar de alguma delas? Se não, pode se familiarizar! Provavelmente, essas serão as principais línguas de um futuro próximo. Alguns especialistas se arriscam a dizer que saber o básico de computação terá o mesmo peso que aprender inglês nos dias de hoje.

Não surpreende o boom de escolas que ensinam os pequenos a entender os códigos que comandam as máquinas. Crianças de apenas 6 anos estão aprendendo a desenvolver aplicativos, criar personagens de games e até a editar vídeos para o Youtube. Os pais entenderam que esse tipo de conhecimento precisa fazer parte da educação de seus filhos e têm investido nisso.

Mercado rentável
Especialistas em computação perceberam a demanda e aproveitaram para lançar escolas para crianças totalmente voltadas à linguagem tecnológica.

O casal Marco Giroto e Vanessa Ban teve a ideia em 2013, quando morou no Vale no Silício, na Califórnia, região conhecida pela vanguarda em tecnologia. Os dois fundaram a SuperGeek depois de desenvolverem uma metodologia de ensino de Ciência da Computação Infanto-juvenil.

programação e robótica para crianças

A técnica da SuperGeek para tornar o ensino atraente a crianças e adolescentes tem como base diversão, criatividade, raciocínio lógico e trabalho colaborativo. A escola oferece desde cursos básicos até aulas mais específicas, de desenvolvimento de jogos, robótica e programação minecraft.

Já a Happy Code usa a metodologia STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Math) para formar jovens que saibam lidar com os desafios do cotidiano. Tem cursos de programação de computadores, robótica com drones e desenvolvimento de games e aplicativos. Também oferece opções de férias, com aulas mais curtas.

programação e robótica para crianças

E os adultos?

Se você já passou dos 17 anos, não precisa se preocupar. Os computadores, celulares e tablets fazem parte da sua vida, e entender como eles funcionam pode ser interessante! Não é preciso ser criança para aprender o básico da computação.

Nos últimos anos, muita gente grande gostou e até mudou de profissão. Os pioneiros em tirar o estigma de bicho de sete cabeças do assunto foram Bill Gates e Mark Zuckerberg. O dono da Microsoft e o fundador do Facebook criaram, em 2013, o Code.org, que oferecia cursos para os curiosos em entender a mágica dos códigos que transformam algoritmos em redes sociais, jogos e tantos outros atrativos do digital.

programação e robótica para crianças

 

Mulheres na tecnologia

Aliás, tem quem veja muito potencial nas mulheres. Aquela ideia de que o sexo feminino não tem nada a ver com números ou sistemas complexos ficou para trás! Há muito espaço para as meninas nesse ramo, como mostra a Reprograma, que tem como missão reprogramar a maneira como elas se veem no setor da tecnologia.

programação e robótica para crianças

O curso, que capacita mulheres em programação, além de ensinar o básico de empreendedorismo, pode mudar o cenário da tecnologia da informação, ainda dominada por homens.

Gostou da ideia? As inscrições podem ser feitas pelo Facebook da Reprograma. As aulas acontecem em São Paulo.