Carregando..

Não há uma fórmula mágica para levantar investimentos para um negócio. Cada empreendedor encontra um caminho que dá certo. A única certeza é que de nada adianta ter uma ideia genial se não existe capital para concretizá-la. Por isso, é muito importante entender que tipo de financiamento sua empresa precisa.

A primeira coisa que se deve saber é: para que você quer o dinheiro? Antes de buscar investimento, é preciso ter um sólido plano de negócios, que mostre suas necessidades reais. Só assim alguém vai topar colocar dinheiro no seu empreendimento!

Se você já tem bem claro que a grana é necessária e para onde ela vai, são muitas as opções de investimento. Veja algumas e entenda qual a melhor para o seu caso.

Crowdfunding

O financiamento coletivo ganhou popularidade com campanhas de projetos pessoais nas áreas de cultura e entretenimento. Hoje, as vaquinhas virtuais têm se mostrado promissoras também nos setores de engenharia e tecnologia. O crowdfunding é feito na internet, onde pessoas interessadas pelo projeto contribuem com quantias acessíveis, o que aumenta a possibilidade de participação e as chances de sucesso da campanha. Em geral, quem apoia recebe algo em troca, como produtos ou serviços.

Incubadora

Quem deseja abrir uma startup pode apostar em incubadoras, que dão suporte a ideias ainda em formação. Elas são ligadas a instituições de ensino e universidades e oferecem aos empreendedores estrutura e auxílio técnico para que a empresa dê os primeiros passos.

levantar investimentos

Aceleradora

Startups que têm potencial de crescimento podem contar com a aceleradora, que dá apoio financeiro, estrutura, consultoria e treinamento. Em troca, ganha participação no capital do seu negócio. O processo de seleção costuma ser bem concorrido, pois há poucas vagas e muitas empresas querendo essa ajuda.

Investidor-anjo

Outra opção é procurar por investidores-anjo, que injetam capital em empresas novas e com grande potencial. Há, inclusive, eventos e organizações especializadas em fazer esse contato. O legal é que essas pessoas têm dinheiro e estão dispostas a emprestá-lo sem tanta burocracia, como nos bancos, e a dívida pode ser transformada em uma participação no negócio.

levantar investimentos

Família e amigos

Quem não se importa em misturar negócios com amigos e família pode pedir capital para aquele tio rico, os pais ou aquela velha amiga. Basta mostrar como a empresa pode ser rentável e dar um bom retorno. Nessa modalidade, mesmo se tratando de gente conhecida, é importante formalizar tudo para não haver problemas no futuro.

E se você está querendo encontrar um jeito simples de fazer as contas e aumentar os lucros do seu empreendimento, assista aqui ao nosso curso de Finanças para Pequenos Negócios.