Carregando..

Um moodboard é a ferramenta queridinha dos criativos que buscam inspiração para seus projetos. Você recebe uma proposta para um trabalho ou acaba de ter uma ideia incrível. Para tirar a ideia da cabeça e colocá-la no papel são muitas etapas envolvidas, não é mesmo? Se você é dessas que começa um projeto passando horas no Pinterest, veja a seguir como aproveitar ao máximo as suas referências aprendendo como fazer um moodboard.

Aprenda como fazer um moodboard e junte-se aos criativos que buscam inspiração para seus projetos! Você recebe uma proposta para um trabalho ou acaba de ter uma ideia incrível. Para tirar a ideia da cabeça e colocá-la no papel são muitas etapas envolvidas, não é mesmo? Se você é dessas que começa um projeto passando horas no Pinterest, veja a seguir como aproveitar ao máximo as suas referências fazendo um moodboard.

O que é um moodboard?

O moodboard é uma compilação de referências visuais que serve para definir o humor, ou o ~mood~ do seu projeto. Também chamado de painel semântico ou painel de inspiração é uma etapa do processo criativo que você não pode dispensar!

É uma forma de mapear aspectos que você quer incorporar no seu projeto, sejam cores, formas, tipo de elementos usados. Assim, o que começa como inspiração, torna-se um guia para seus projetos e te dá foco para seguir a direção planejada.

moodboard

Para que tipo de projeto devo usar um moodboard?

Qualquer projeto visual pede um moodboard. Seja para uma ilustração, para o desenvolvimento de identidade visual de uma marca, um projeto de decoração, uma coleção de moda ou até mesmo repensar seu estilo de vida. Um moodboard te garante um bom ponto de partida para qualquer trabalho que você precise de inspiração!

Como montar um moodboard

Não só com imagens se elabora um moodboard. Você também pode incorporar texturas, paletas de cores, frases, aromas, músicas, tudo que te ajudar a reforçar a estética do projeto. Além disso, suas referências não precisam ser todas relacionadas à área que você está trabalhando. 

Isso porque em um projeto de home decor,  por exemplo, suas referências vão além das peças de mobília, pois existe um universo de sentido por trás de cada escolha. Um quarto reflete personalidade, incorpora valores afetivos e estilos de vida que podem ser transmitidos por outros tipos de referências.

Em um projeto de decoração, é importante pensar na harmonia entre os móveis, tonalidades, estampas e objetos. Também pensar em como os elementos refletem um estilo. Assim, no meu moodboard de decoração de quarto, me baseei naquele momento de se sentir confortável lendo um livro, tomando uma xícara de café (hmmm), a luz do sol entrando pela janela…

moodboard

Ferramentas e sites que podem te ajudar na criação

Para referências fotográficas, bancos de imagens gratuitos são uma mão na roda! Unsplash, Pexels e Pixabay são apenas alguns exemplos. Com o Instagram você tem uma fonte direta das pessoas que você já segue e admira. Paletas de cores você encontra sites como o Colourlovers, que te dão uma extensa lista de combinações de cores para todos os temas. Dependendo do projeto, faça uma busca tipográfica também, que depois te ajuda na escolha de fontes.

Selecione as referências

Depois de navegar por milhares de ideias, faça uma compilação das coisas que mais te chamaram a atenção. Veja como todas essas referências se comportam juntas e pense no todo. Não deixe de considerar o propósito e pra quem você está fazendo esse projeto. O moodboard deve refletir o estilo e temperamento intencionado de modo consistente e organizado. Afinal, ele será o seu guia, o que nos leva a última etapa:

Como organizar seu moodboard

Ferramentas online não faltam! A principal delas é o Canva, onde você pode montar diversas peças de design. Lá você encontra muitos templates, inclusive de moodboard, para facilitar a montar o seu. 

Não posso deixar de mencionar também o Pinterest, o maior compilado de referências da internet! Nessa rede social de tendências, seu moodboad pode funcionar no formato de pastas. Crie uma para cada projeto com suas respectivas referências.

Você pode até optar por um formato mais analógico, com colagens, recortes, objetos e flores, por exemplo. O importante é visualizar suas referências e saber o que você quer incorporar de cada uma delas.

Fazer um moodboard é uma parte bem gostosinha do processo criativo. É como fazer um brainstorm interno que te ajuda a fluir com suas ideias e visualizar como seu trabalho vai tomar forma. Então, já sabe qual vai ser o seu próximo projeto? Veja nossas opções de cursos e coloque em prática suas novas habilidades fazendo um moodboard!