Carregando..

Não sei vocês, mas eu adoro um caderninho de anotações. Sempre que vejo algum diferente, não me controlo e logo compro. Minhas amigas, já acostumadas a essa “mania”, sempre que viajam me presenteiam com um caderninho mimo de algum lugar novo. E na minha bolsa? Também sempre estão lá, às vezes até mais de um, confesso. É por causa de todo esse amor, que no tutorial de hoje, vamos fazer anotações diferentes, em um caderno bordado na capa, bem estiloso e divertido.

Para o nosso projeto, eu escolhi um caderno costurado à mão, por uma amiga que faz trabalhos lindos na Frô Criações. Ele tem a capa mais durinha, feita em papel craft. Gosto muito desses cadernos mais rústicos e que, ao mesmo tempo, possibilitam que a gente brinque tanto na capa, quanto por dentro.

Bom. Vamos começar? Para fazer nosso caderno bordado para anotações, vamos precisar:

– claro, de um caderninho (nesse caso, a capa não pode ser muito dura, ou caso contrário, não conseguiremos furar para passar as linhas do bordado);

– linhas coloridas, correspondentes ao bordado que deseja fazer;

– agulha;

– tesoura, lápis de escrever, borracha;

– e sempre, sempre, muita criatividade!

Passo 1 – traço na capa

É importante que a gente faça na capa do caderno, antes mesmo de furar para bordar, um esboço do nosso desenho. Isso evita que a gente perca muitos cadernos e capas com erros que podem ser irreparáveis. Então, esse passo é simples: desenhe bem de leve para não aparecer depois, na capa do caderno, o desenho que deseja bordar.

Aqui, para ficar mais claro, fiz o desenho em um papel comum e passei caneta preta para vocês visualizarem melhor. Esse desenho no papel branco, é o mesmo que está ali, bem clarinho na capa do meu caderninho.

Passo 2 – furar a capa do caderno

Esse é o momento mais tenso do nosso tutorial. É importante que tenha concentração para que os furinhos saiam bem certos, para o nosso bordado também sair de um jeito legal. A dica é: tenha paciência, faça devagar, confira cada furinho, afinal, não temos pressa, não é? Faço cada furo com um alfinete, que possui mais ou menos a mesma espessura da agulha que vou utilizar.

É importante, também nesse passo, que cada furinho fique a uma distância semelhante um do outro. E essa distância vai variar bastante de acordo com o desenho que a gente escolher bordar. No meu, por exemplo, cada furinho tem uma distância de mais ou menos 1 cm um do outro. Se desejar, vale até usar uma régua, para medir essa distância entre centímetros iguais.

Passo 3 – é hora de bordar

Com todos os furinhos prontos, vem a parte mais gostosa, que é a de usa agulha e linha para bordar a capa do caderno. Não há muito segredo: primeiro, colocamos a agulha do verso para o lado direito do papel (de baixo para cima). Depois, colocamos a agulha com a linha no próximo furinho, no sentido de dentro do caderno.

Coloquei um pedaço maior de linha, para não precisar ficar cortando, nem enchendo o verso de amarrações.  Medi no olho mesmo, viu? E fui ligando os pontos com a linha e a agulha.

E vamos repetindo esse movimento por todo o desenho.

Passo 4 – arrematar e cortar as pontas

Com o bordado finalizado, vamos amarrar as pontinhas do lado de dentro, e cortar os excessos, para ficar bem rente ao papel. Veja como ficou o meu verso da capa do caderno bordado:

Pronto! Agora é só anotar sonhos, ideias e alegrias pelas páginas do nosso caderno. Vale brincar com as cores, com os traços, com a criatividade e soltar a imaginação. Se quiser mostrar pra gente o seu caderno bordado, marque @casabeta.cc em seu Instagram. Vamos adorar ver sua arte!

Um beijo e até a próxima!