Carregando..

Sabe aquela blusa guardadinha no fundo da gaveta, que você nem usa mais? Pois bem: já pensou que com um pouco mais de cor, ela pode se transformar e então voltar a fazer parte do seu dia a dia? Customizar e bordar as próprias roupas, além de ser muito divertido e um exercício de criatividade, é também um meio de ter uma peça diferente, sem precisar necessariamente comprar algo novo. Com agulha e linha na mão, é possível criar um lindo bordado em camiseta, em um mundo novo entre pontos e fios!

Se antes o bordado era tão conhecido por nossas avós como um símbolo tradicional das famílias, hoje ele representa empoderamento principalmente entre as mulheres, dando voz a ideais e sentimentos. E nem precisa ser profissional para ter um bordado perfeito. Com um pouco de atenção, dedicação e persistência, dá para criar coisas lindas!

Então, separe em seu guarda-roupa uma peça que precise de um up e vamos juntas!

Mas por onde começar?

bordado em camiseta

Separe os materiais necessários, antes de começar o seu bordado

Todo processo se inicia a partir de uma ideia, não é mesmo? Ter em mente qual o bordado em camiseta você quer e quais cores usar, já é um grande passo para começar! Mas vamos aos poucos. Para não desistir logo no princípio, escolha um desenho que represente você, mas que tenha traços simples, sem muitos detalhes. À medida em que for aperfeiçoando nos pontos, aumente também o grau de dificuldade do bordado, e assim poderá acompanhar suas evoluções.

Se souber desenhar, é interessante que você mesma faça o traço de seu bordado. Isso vai ajudar sua memória a gravar a imagem, tornando mais fácil a sua execução. Mas se não souber, tá tudo bem também, viu? Existem desenhos lindos na internet, já prontos para virarem arte, da maneira que você quiser.

Bom. Além dessa escolha do que bordar, é preciso também alguns materiais básicos. É bem possível que você até já tenha alguns deles em casa, veja só:

– linha própria para bordado, em sua cor preferida;

– agulha e tesoura;

– uma blusa (nova ou já usada);

– uma referência de desenho;

– paciência e disciplina.

Com tudo em mãos (e no coração), agora sim é hora de começar.

Do papel para o tecido

Uma das coisas que mais acontece no momento do primeiro bordado em camiseta, é o medo do tecido em branco. Ficamos um pouco sem saber o local exato, o melhor tamanho, como desenhar em uma imensidão de possibilidades. Nada de desespero: a dica nesse momento é realmente experimentar.

Para isso, existem as canetas próprias para tecido, que se apagam ao lavar. Outra possibilidade, também, é desenhar com lápis convencional mesmo, com traços bem leves, que também vão sair com um pouco de água e sabão. Assim, é possível testar qual o melhor local para fazer o seu bordado. Ah! Dá também para usar carbono próprio para tecido. Cuidado apenas para não manchar.

Agora que o traço já foi feito no lugar escolhido, é hora de usar linhas e agulhas para preencher todos os espaços com os pontos de bordado. Os mais comuns, e também mais simples, são:

– ponto cheio (usaremos para o miolo e as pétalas da flor que escolhemos para nosso bordado em camiseta): por ser bem simples, esse é um dos pontos mais utilizado para preencher espaços mais amplos. Comece o bordado em um ponto específico do desenho.

  1. Coloque a agulha com a linha, do verso do tecido para a parte superior.
  2. De forma que a linha fique bem esticadinha, passe a agulha em outro ponto do desenho, da parte superior para o verso.
  3. Repita esse processo até preencher toda a pétala, miolo ou folha da flor, sempre do verso para a parte superior do tecido.

A vantagem desse ponto, é que ele se adapta aos formatos de qualquer desenho. E com um pouquinho de prática, fica certinho sem precisar cortar ou desmanchar várias vezes.

– ponto reverso (que usamos no caule e nos contornos): ele cuida de dar uma aparência mais acabada ao bordado, por isso, no nosso exemplo, ele foi utilizado para fazer os contornos da flor. É bem simples:

  1. Coloque a agulha com a linha, do verso do tecido para a parte superior, ali no início do caule da flor.
  2. Dê um espaço pequeno (cerca de 1 cm) e coloque a agulha novamente da parte superior para o verso do tecido.
  3. Do verso para a parte superior, salte mais um espaço de 1 cm e fixe agulha e linha. Você perceberá que vai ficar um espacinho entre o novo ponto e o anterior. É aí que vai o seu próximo passo: volte com a agulha e linha exatamente para onde terminou o último ponto e assim por diante.

Saiba mais sobre pontos e traços em nosso “Curso de Bordado”.

Dica importante

Geralmente, para que o bordado saia com a espessura mais finas, são utilizados dois fios de linha (meada). Já para que tenha uma espessura média, usamos três fios juntos.

bordado em camiseta

Após traçar o desenho, comece a bordar, usando o ponto reverso.

Use o ponto reverso para contornar o miolo, as folhas e as pétalas da flor. Depois, preencha com o ponto cheio.

Ficou pronto! E agora?

Dá uma alegria danada ver o resultado do seu próprio aprendizado, né? Um dos maiores prazeres presente na arte de bordar, assim como de qualquer trabalho manual, é justamente esse: o de poder ver e vestir algo customizado e feito por você. É uma satisfação só! Usar uma camisa bordada e poder dizer: “eu que fiz”, é uma delícia. Sem falar no charme, né?

Lembre-se que, aqui, o importante é se divertir enquanto testa pontos, texturas, cores e linhas, até encontrar as técnicas que mais combinem com você.

Qual o seu bordado?

BÔNUS

Dois desenhos simples, para começar já o seu bordado.

Baixe o coração AQUI e a flor AQUI.

Gostou das nossas dicas? Caso queira aprender mais sobre essa arte entre linhas, conheça nosso Curso de Bordado para Iniciantes e comece já a se encher de cores.

Até a próxima!

Texto e fotos por: Débora Gomes