Se você nasceu entre 1990 e 2000, faz parte do enorme grupo de jovens que estão revolucionando o mundo: os millenials. Essa geração, sempre conectada e questionando tudo, está por trás de um movimento não imaginado antes.

Os millenials estão ajudando a matar as baladas! A culpa é da nova tendência cocooning, que vem do inglês “fazer casulo”. São pessoas que querem passar sextas-feiras à noite em casa, com um grupo seleto de amigos, vendo Netflix ou ouvindo Spotify. Aliás, nem a paquera precisa mais das noitadas. São tantos as opções de aplicativos que os matches acontecem sem precisar sair da cama.  

fim das baladas

As famosas boates estão perdendo espaço. A nova geração quer suco verde, quer pedalar em meio às arvores, quer ser fitness. Sem falar da preocupação social, que tem ganhado mais e mais adeptos a cada dia.

O comportamento surpreende os mais velhos: os jovens de hoje saem pouco, bebem menos e querem sossego. Será caretice? Ou apenas uma nova forma de apreciar a vida?

fim das baladas

Ainda não conseguimos responder a essas perguntas, mas muitos empresários têm apostado em novas formas de entretenimento. As baladas estão se reinventando. As sunset parties são a nova queridinha dos novos adultos. Elas começam durante o dia e acabam, no máximo, à meia-noite. Pouca gente quer ficar até 03h da manhã dando vexame.

Na Inglaterra, quase metade das baladas que existiam em 2007 fecharam as portas. Nos Estados Unidos, mais de 10 mil casas noturnas e bares desapareceram. O movimento é mundial e atinge, claro, o Brasil. A noite carioca tem percebido esse adormecimento. Apenas em 2017, três grandes casas noturnas foram desativadas em cinco meses.

A culpa é mesmo dos millenials?
Talvez. A transformação na vida social dessa geração pode ter a ver com o nosso companheiro inseparável: o celular. Os millenials nasceram com acesso a tecnologias nunca imaginadas pelos seus pais, como a internet.

O cenário ajudou a criar novas formas de lazer. Para que ir à mesma boate três vezes na semana se há um mundo enorme a ser descoberto? Por isso, o boom de diferentes megaeventos, que mobilizam milhares de pessoas, como os festivais Lollapalooza e Coachella.

fim das baladas

Enfrentar fila e pagar caro por uma balada qualquer não anima mais os jovens, que preferem sair para jantar ou ir à praia. Em 2016, a empresa MediaPost confirmou essas impressões com uma pesquisa: 72% dos millenials preferem ficar em casa aos finais de semana. Os principais motivos são economizar para o que realmente os interessa, como uma viagem ou o show de seu artista preferido.

Então, não precisa ficar se sentindo mal. Se Instagram, Netflix e a comida caseira derrotam uma balada, saiba que você tem milhares de companheiros que apóiam essa decisão. Aproveite a luz do sol, as experiências low cost e prepare a pipoca para noite em casa!

Você já conhece os cursos criativos online da Casa Beta? São mais de 10 opções para você escolher. Clique aqui e saiba mais!