Carregando..

A cultura maker chegou para ficar. Com tantas tecnologias que fornecem produtos de bandeja, as pessoas sentiram necessidade de fazer com as próprias mãos algo que esteja fora do comum. Separar um tempo para experimentar e criar é uma busca pessoal nos dias de hoje, tão corridos e cheios de obrigações.

Para quem quer pôr a mão na massa, mas não sabe como, alguns lugares dão um empurrãozinho! Conheça três espaços que ficaram famosos por investir no tempo livre das pessoas.

cultura maker

Diy Bar

Você já pensou em ir a um bar, beber umas cervejas e ainda sair de lá com uma obra sua? Isso já é realidade numa cidade do noroeste dos Estados Unidos. Em Portland, o coworking regado a álcool permite que os clientes voltem para casa com arranhadores de gato, porta-copos, carteiras ou braceletes.
A ideia deu tão certo, que o Diy Bar tem filas de espera. No clima de colocar ideias em prática enquanto toma drinks com amigos, o espaço oferece opções de projetos divididas em grau de dificuldade, desde os fáceis até os mais complexos, além de ferramentas e material. Basta escolher o mais próximo das suas habilidades e começar a criar belas peças!

cultura maker

Atelier Co.Sturando

Espaços como esse já chegaram ao Brasil. Na famosa Rua Oscar Freire, em São Paulo, duas produtoras de figurino resolveram resgatar os trabalhos manuais, tão praticados pelas nossas mães e avós, mas deixados de lado nos dias atuais. Para combater o estresse do mundo contemporâneo, o Atelier Co.Sturando é um espaço colaborativo que repensa as tradições.  

São várias as aulas oferecidas, como de curso de bordado, crochê, pintura em porcelana, encadernação ou cartonagem, que variam de R$ 110 as R$ 170. A intenção é deixar a agitação do cotidiano do lado de fora e estimular o pensamento, a escuta, a fala e a criatividade, desenvolvendo uma nova visão sobre as artes manuais. É a cultura maker chegando para ficar em território brasileiro!

cultura maker

Oficinalab

Experimentar e fazer são as únicas palavras de ordem na Oficinalab, uma escola de marcenaria e espaço de coworking. A arte de transformar pedaços de madeira em objetos foi a aposta de um arquiteto, que abandonou a profissão para montar o negócio em 2015. Dois anos depois de investir R$ 150 mil na empresa, egole recebe cerca de 80 clientes por mês, que constroem os próprios móveis.

cultura maker

A Oficinalab oferece cursos de 4 a 16 horas que custam de R$ 250 a R$ 900. As aulas ensinam a projetar e construir, além de ser um espaço de contato com pessoas que têm os mesmo interesses. Lixa, cola e verniz estão ao alcance de todos.

A escola também tem máquinas disponíveis para aluguel, usadas em projetos pessoais. Clientes fazem estantes, banquinhos, poltronas, mesas de cabeceiras e até armários.

Você já conhece os cursos criativos online da Casa Beta? São mais de 10 opções para você escolher e fortalecer ainda mais a cultura maker. Clique aqui e saiba mais.

Que tal aprender uma nova habilidade criativa? Baixe grátis o nosso E-book de Pintura em Porcelana e aprenda mais sobre essa técnica.

E-book de pintura em porcelana